Notícias

Tinder é acusado de transfobia por artista

Artista perfomática Romagaga publicou um vídeo com um desabafo em seu Twitter na madrugada deste domingo, 12, relatando ter dificuldades para manter um perfil no Tinder por ser trans e usando a hashtag #TinderTransfobico.

“Está lá o Tinder usando a bandeira LGBT, usando a causa, se promovendo, sendo que nós trans não temos o direito de estar no aplicativo. Eu faço uma conta lá e em um minuto eu sou banida. Qualquer outra trans que faz é banida. Isso não é justo. Isso é crime”, diz Romagaga.

“Não é só um aplicativo não, eu estou cansada de hipocrisia, das pessoas estarem usando a bandeira LGBT e nós não termos direito nenhum. Essas empresas que estão usando a bandeira aí, quantas trans vocês estão vendo trabalhar?”, continua a artista.

A partir desta iniciativa mais usuários passaram a acusar de transfobia a plataforma de encontros e o assunto foi parar nos trending topics Brasil.

Após contato da reportagem, o Tinder divulgou um comunicado sobre a acusação. “Estamos dedicados a tornar o Tinder o melhor aplicativo para todes conhecerem novas pessoas. O Tinder não bane usuários por conta da sua identidade de gênero. […] No entanto, sabemos que nosso trabalho não está concluído”, informa a nota.

“Reconhecemos que a comunidade trans enfrenta desafios no Tinder, incluindo ser injustamente denunciado [sic] por matches potenciais. Esta é uma questão complexa e multifacetada e estamos trabalhando em estreita colaboração com organizações ao redor do mundo para melhorar constantemente nossas práticas”, afirma o comunicado.

Em junho, o aplicativo de namoro lançou uma atualização que permite o usuário optar por mais opções de identificação – além de homem e mulher.

Clique para comentar

Você precisa estar logado para fazer um comentário Conecte-se

Deixe um Comentário

Mais popular