Policial

Mulher é presa após agredir enteada com serrote e pedaço de madeira, em João Pessoa-Pb

Uma mulher de 35 anos foi presa após agredir a enteada, uma adolescente de 14 anos, na noite da segunda-feira (18), em João Pessoa. De acordo com a Polícia Civil, a mulher teria agredido a adolescente com um serrote e um pedaço de madeira com pregos. 

O caso foi registrado por volta das 22h, no Bairro das Indústrias. A polícia recebeu denúncias da violência e vizinhos teriam indicado onde era o local. Ao chegar na residência, os policiais encontraram a vítima com marcas de violência.

“Ela estava bem machucada, com os braços todos feridos. Ela [a madrasta] usava o pedaço de pau com pregos e a lâmina do serrote para bater na cabeça da adolescente que, para se defender, levantava os braços e acabava machucando-se. Ela estava sangrando, destas marcas do serrote, e também tinha cicatrizes de outras feridas da mesma maneira”, disse a delegada da mulher Amin Oliveira.

Conforme a vítima, as agressões começaram desde janeiro, quando ela passou a morar sozinha com a madrasta e uma irmã de 7 anos. 

“Há quatro anos ela [a adolescente] não tem contato com a mãe biológica, que, segundo ela, foi internada em um hospital psiquiátrico. Então a guarda dela e da irmã estava com o pai. Em janeiro deste ano, ele discutiu com a madrasta da adolescente, que pediu medida protetiva contra o homem, que acabou sendo preso em flagrante e se afastou da família, foi quando começou a violência contra ela”, disse a delegada. 

Os motivos da agressão, segundo a adolescente contou à polícia, eram banais. “Se ela tocasse em alguma coisa que a madrasta não gostasse, se ela entrasse no quarto da madrasta, ela já partia para a violência. Conforme testemunhas, isso era continuado, tanto a violência verbal, que todos ouviam nas redondezas, como também a violência física”, explica Amin. 

A adolescente fez exame de corpo de delito e foi encaminhada para cuidados do Conselho Tutelar. Conforme a delegada, a vítima tem uma tia que foi acionada para saber se tem condições de cuidar da menina e da irmã dela. “Também acionamos o Ministério Público, que vai ver o que é o melhor para esta menor, e pedimos ainda medida protetiva para afastá-la da madrasta, pois é impossível que elas continuem sob o mesmo teto”, completou a delegada. 

Já a suspeita vai aguardar pela audiência de custódia, que deve acontecer nesta terça-feira (19). Conforme a delegada, vizinhos contaram que ela tem costume de consumir drogas e álcool, e que deixa a adolescente e a criança sozinhas em casa. Ela não tinha passagem pela polícia.

g1

https://portals1.com.br/wp-content/uploads/2022/07/970x150-2-1.gif

Mais popular