Coronavírus

Covid-19: Butantan inicia cadastro de voluntários para teste de vacina

O Instituto Butantan abriu nesta segunda-feira (13) a plataforma de inscrição e triagem para quem deseja participar dos testes da Coronavac, vacina contra o coronavírus desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

A previsão é que as primeiras doses comecem a ser aplicadas já na próxima segunda-feira (20). ADVERTISING

As exigências incluem ser profissional da saúde e trabalhar com pacientes que estejam com covid-19. Além disso, não pode ter contraído o vírus ainda.

O formulário está disponível no site do governo de São Paulo. Após o preenchimento, o candidato vai ver se ele é um potencial voluntário ou não.

Caso esteja habilitado, será orientado a procurar um dos centros de pesquisa da área onde mora. Haverá testes em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

Serão 9.000 voluntários, sendo que metade tomará a vacina e a outra metade receberá placebo. Esse tipo de estudo é duplo cego, em que paciente e aplicador não sabem quem está recebendo o quê.

Apenas os pesquisadores têm informações de quem recebeu o antígeno ou placebo. É um protocolo padrão usado em estudos científicos para não influenciar o resultado final.

Todos serão acompanhados pelo período de 12 meses, o que vai incluir exames rotineiros para dosagem de anticorpos contra o coronavírus.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, voltou a afirmar que essa é uma das vacinas em estágio mais avançado de desenvolvimento. 

“A China neste momento é o país que tem o maior número de vacinas para o coronavírus em estudos clínicos de fase 2 ou 3. A China tem 5 vacinas, o Reino Unido tem duas vacinas, Estados Unidos têm duas vacinas. Eu, particularmente, sou muito esperançoso de que nós teremos essa vacina muito rapidamente, até o final deste ano.” (R7)

Clique para comentar

Você precisa estar logado para fazer um comentário Conecte-se

Deixe um Comentário

Mais popular