Fórmula 1

Verstappen vence GP da Bélgica atrás de safety-car por forte chuva. Russell é 2º

Mais de 3 horas e 10 minutos após o horário original na Bélgica, mais uma vez a relargada foi autorizada e para uma disputa encurtada para 39 voltas. Os pilotos ficaram em fila indiana atrás do carro de segurança por algumas voltas até a corrida ser interrompida mais uma vez com bandeira vermelha.

No final, a direção de prova decidiu não retomar o GP e encerrou, com Max Verstappen ficando com a vitória, George Russell terminando em segundo e Lewis Hamilton completando o pódio. Os pilotos somaram apenas metade dos pontos.

Confira como [não] foi o GP da Bélgica da F1:

Seguindo todo o final de semana, o domingo do GP da Bélgica amanheceu com muita chuva e condições complicadas. Inclusive, as temperaturas estavam bastante baixas com o termômetro indicando 12ºC e o asfalto chegando a 15ºC, com o vento soprando a menos de 1 km/h.

Antes mesmo da largada a corrida já teve a primeira baixa. Durante a volta de reconhecimento, Sergio Pérez escapou na curva 6, a Les Combes, e acertou o muro de proteção, danificando a suspensão dianteira direita  e não corre o GP.

Minutos antes das luzes se apagarem, a direção de prova indicou que a saída aconteceria atrás do safety-car. O motivo era a grande quantidade de água acumulada em Spa-Francorchamps e aumento da chuva.

A etapa belga traz algumas importantes marcas para alguns pilotos do grid. Enquanto Daniel Ricciardo chega à corrida de número 200, Lando Norris e George Russell alinham para suas disputas 50 na F1.

Após 25 minutos de atraso em relação ao horário original, os pilotos partiram para a volta de formação de grid. No rádio Lewis Hamilton afirmou que a pista estava escorregadia, enquanto Max Verstappen disse que estava mais distante do carro de segurança por conta das condições.

Após a volta de apresentação, entretanto, e com diversos pilotos indicando as condições complicadas, Michael Masi deu bandeira vermelha. Com isso, todos os pilotos estavam de volta aos boxes.

Em muita indefinição e espera depois, foi anunciado que a corrida largaria às 18h17 locais, 13h17 de Brasília. A previsão era de uma prova encurtada para apenas 39 voltas e com apenas metade dos pontos válidos.

No final, foram dadas quatro voltas atrás do carro de segurança, mais uma bandeira vermelha, pilotos de volta aos boxes e fim de prova. Com isso, Verstappen garantiu a vitória, George Russell subiu pela primeira vez ao pódio e Lewis Hamilton fechou o top-3.


Confira o resultado do GP da Bélgica de Fórmula 1:
1) Max Verstappen (Red Bull/Honda)
2) George Russell (Williams/Mercedes)
3) Lewis Hamilton (Mercedes)
4) Daniel Ricciardo (McLaren/Mercedes)
5) Sebastian Vettel (Aston Martin/Mercedes)
6) Pierre Gasly (AlphaTauri/Honda)
7) Esteban Ocon (Alpine/Renault)
8) Charles Leclerc (Ferrari)
9) Nicholas Latifi (Williams/Mercedes)
10) Carlos Sainz Jr. (Ferrari)
11) Fernando Alonso (Alpine/Renault)
12) Valtteri Bottas (Mercedes)
13) Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari)
14) Lando Norris (McLaren/Mercedes)
15) Yuki Tsunoda (AlphaTauri/Honda)
16) Mick Schumacher (Haas/Ferrari)
17) Nikita Mazepin (Haas/Ferrari)
18) Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes)
19) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari)
20) Sergio Pérez (Red Bull/Honda)

Mais popular