Notícias

Sob protesto, deputado paraibano toma vacina contra Covid-19

O líder da oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Cabo Gilberto Silva (PSL) tomou nesta quarta-feira (13), a primeira dose da vacina Coronavac contra a Covid-19 e fez um veemente protesto nas redes sociais dizendo que havia se vacinado como forma de fazer os seus pares voltarem a trabalhar.

“Tomei a vacina porque infelizmente a maioria da base do governo está utilizando o meu nome, me atacando publicamente. Está aqui a vacina para os deputados voltarem a trabalhar”, disse, acrescentando ainda que a sua atitude foi para não prejudicar o povo paraibano e a democracia e ainda para a Assembleia Legislativa não continuar fechada.

Nas redes sociais, o deputado fez um protesto e disse que após quase dois anos que a Casa ficou fechada, especificando ter sido a maior quarentena legislativa do Brasil, destacou que alguns deputados da base do governo iniciaram um movimento para fechar a Assembleia Legislativa novamente, que para ele foi um ato lamentável.

“Alguns deputados da base governista criaram uma grande cortina de fumaça para colocarem a culpa no fechamento da ALPB em mim. Essa postura é muito pequena e não deu certo. O povo paraibano sabe que eu trabalho incansavelmente na defesa do melhor para a população”.

O líder da oposição ressaltou ainda que nos seus quase três anos de mandato, nunca faltou a qualquer sessão. “Contudo, os mesmos deputados que me atacaram publicamente, participaram no auge da pandemia das últimas campanhas políticas, sem se preocupar com a exigência do passaporte sanitário. Infelizmente a hipocrisia serviu como desculpa para o novo fechamento da Assembleia Legislativa”, desabafou.

Ele enfatizou ainda que sempre foi favorável à aplicação das vacinas testadas e aprovadas, mas que não podia aceitar que o direito fundamental das pessoas que por motivos diversos optaram por não se vacinar nesse momento, fossem excluídos.

Segundo ele, o Projeto de Lei que foi aprovado na Assembleia Legislativa da Paraíba configura uma grave violação de direitos humanos e lamentou que o governo do Estado da Paraíba tenha utilizado toda sua força para aprovar uma legislação que irá promover uma verdadeira caça às pessoas que não têm passaporte sanitário. 

“Nossa Constituição Federal é clara e veda esse tipo de atitude. Por esses motivos, lutei e continuarei lutando incansavelmente, mesmo sendo massacrado pela propaganda do Governo do Estado da Paraíba para derrubar a lei que instituiu o passaporte sanitário. A defesa dos direitos e garantias fundamentais não pode ceder a pressões ilegais”, pontuou o deputado.

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba

Mais popular