Na Paraíba

Governo da Paraíba lança campanha para lembrar a resistência das mulheres negras

Nesse dia 25 de julho se tornou um marco internacional de luta e resistência das mulheres negras latino-americanas e caribenhas e a Paraíba lembra os passos dessa história contra o racismo e a desigualdade lançando a campanha “Paraíba – Mulheres negras protagonistas”, que leva em caráter informativo para a população paraibana a importância sobre a data e sobre o serviço do Centro da Igualdade Racial João Balula. No Brasil, também se celebra o Dia Nacional de Tereza Benguela, que no século XVIII liderou um quilombo e o fez resistir por duas décadas.

A data que leva a hastag #25J reconhece a luta da Rede de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-Caribenhas junto à Organização das Nações Unidas (ONU) no enfrentamento do racismo, da violência e desigualdade sofridas pelas mulheres negras ao longo dos séculos. “Por isso, 25 de julho é um dia marcante para refletir sobre as demandas da diversidade de mulheres negras e de fortalecimento do protagonismo delas em todos os setores da sociedade, evidenciando as lutas antirracistas”, afirma a secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Lídia Moura.

A protagonista da campanha é a pedagoga Emanuelle Costa, 38 anos, que trabalha como assessora técnica da Gerência de Igualdade Racial da Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana. O rosto dela estará espalhado em outdoors e busdoors na Paraíba representando as mulheres negras. “Já enfrentei o racismo e essa luta é diária. A diferença é que antes eu não sabia que o que eu passava era racismo. Hoje eu sei onde denunciar, qual serviço buscar. Assim como Tereza de Benguela, tenho um quilombo simbólico para lutar, pois hoje temos o Centro Racial João Balula, que faz o atendimento à população negra”, afirma Emanuelle Costa. 

Para ela, é importante que as campanhas institucionais debatam com a sociedade civil as políticas públicas de enfrentamento ao racismo e na redução das desigualdades étnico-raciais. Além da campanha virtual e nas ruas, a rádio Tabajara vai veicular um spot de rádio sobre a data. Durante todo o mês, a Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana promoveu debates no Instagram @semdhgovpb para discutir com especialistas ações e políticas de enfrentamento do racismo. Neste sábado (24), às 19h, também pelo instagram, terá uma live-show com o trabalho musical de Jany Santos e Zé Reinaldo, apresentando diversidades da cultura afro-brasileira e afro-paraibana. Com atuação pedagógica da História e Artes, a musicalidade da dupla ganhou os palcos com o Ijexá, samba, reggae e outros ritmos da cultura negra.

Serviço

O Centro Estadual de Referência da Igualdade Racial – João Balula é um espaço idealizado para o acolhimento e atendimento da população afetada pelo racismo e pela intolerância religiosa, especializado em acompanhar casos que violam os direitos humanos e impactam tantas vidas, além de orientação jurídica, psico e socioassistencial.

Rua Rodrigues de Aquino, nº 220, Centro – João Pessoa

Telefone –  3221-6328

Instagram – @centroracialpb

Facebook – Centro da Igualdade Racial João Balula

WhatsApp – (83) 99340-3946

Mais popular